Archive

Archive for the ‘Noticias Recentes’ Category

Quem está matando o Ocidente? – A nova esquerda

December 5, 2010 76 comments

O medo do ZOG – Jogo Wolfenstein banido da Alemanha

October 9, 2010 48 comments

O jogo para PS3 Wolfenstein foi banido da Alemanha. O medo do ZOG diante da possibilidade do povo alemão despertar é tão grande, que todos os jogos que retratam a Segunda Guerra Mundial, tem suas suásticas retiradas da versão germânica do jogo. Além disso, a versão multiplayer não conta com a opção versus, pois só é permitido jogar ao lado dos aliados.

 

Versão normal do game

 

Versão germânica do game

 

O jogo Wolfenstein retirou as suásticas, porém, uma suástica meio apagada e pequena, passou despercebida. Bastou para o ZOG borrar a tanga e banir o jogo da Alemanha.

 

Categories: Noticias Recentes

Drogados tem duas vezes mais problemas mentais

October 8, 2010 29 comments

Um estudo realizado na Holanda, onde o uso da maconha é descriminalizado, aponta que usuários da droga têm o dobro do potencial de adquirir problemas mentais do que pessoas que não fumam o entorpecente. O estudo, que foi realizado entre 2007 a 2009, com 18,5 mil pessoas, constatou que 20% dos usuários de maconha do sexo masculino se queixaram de problemas mentais, comparados a 10% entre os não usuários. Os fumantes da maconha se queixaram de problemas como ansiedade, tristeza, melancolia e impaciência. A proporção foi a mesma para as mulheres – 28% das usuárias se queixaram de problemas mentais, comparados a 14% entre as não usuárias.
O estudo constatou que 4% das pessoas com idades entre 15 e 65 anos haviam fumado maconha pelo menos uma vez nos últimos 30 dias. A Holanda descriminalizou o consumo e posse de menos de cinco gramas de maconha em 1976 com uma política de “tolerância” oficial.
http://noticias.r7.com/saude/noticias/usuarios-de-maconha-tem-duasvezes-mais-problemas-mentais-20101005.html

Categories: Noticias Recentes

Orgulho Racial faz bem à Saúde

September 19, 2010 2 comments

O orgulho racial pode ajudar os adolescentes a manter o nível de felicidade quando confrontados com o estresse, de acordo com um novo estudo da psicóloga Lisa Kiang, Wake Forest University, publicado na edição de outubro do Child Development.

Os adolescentes com sentimentos positivos em relação ao seu grupo racial dizem que estão mais felizes em um referencial diário do que aqueles que têm uma atitude mais negativa sobre sua identidade étnica, reportou Lisa Kiang, professora adjunta de psicologia na Wake Forest University e principal autora do estudo.

O estudo, envolvendo 415 estudantes com idade entre 14 e 15 anos das comunidades chinesa e mexicana, mostra os efeitos benéficos da identidade étnica no bem estar psicológico diário, disse a pesquisadora.

Cada participante preencheu um breve questionário a respeito de seus sentimentos sobre sua identidade étnica. Então, por duas semanas no final de cada dia, os estudantes anotaram num formulário de verificação de três páginas que indica os tipos dos esforços que experimentaram nesse dia. Por exemplo, os estudantes marcariam se tiveram muito “dever de casa” para terminar ou se tiveram muitas exigências feitas por suas famílias.

Finalmente, os estudantes foram orientados a avaliar seus estados emocionais diários em uma escala de zero a quatro, incluindo o quão felizes ou nervosos haviam se sentido naquele dia.

Aqueles com maior estima por sua condição étnica avaliaram de forma mais elevada o seu nível diário de felicidade.

“Os adolescentes com uma elevada estima por sua condição étnica mantiveram, de forma geral, uma atitude positiva e feliz no enfrentamento dos fatores de estresse diários, a despeito de suas ansiedades,” disse Kiang. “Assim, ter sentimentos positivos sobre seu grupo étnico pareceu fornecer um impulso extra de bem-estar dos indivíduos.”

Embora a experiência de maiores fatores de estresse diários previsse menos felicidade nos indivíduos com uma baixa ou moderada estima por sua condição étnica, os indivíduos com uma estima étnica elevada foram protegidos destes efeitos negativos, disse Kiang, que leciona em cursos de Psicologia do Desenvolvimento.

Os pesquisadores concentraram o enfoque nos adolescentes porque são os mais expostos às questões de identidade. Kiang disse que os efeitos positivos do orgulho étnico encontrados neste estudo poderiam sugerir que os pais e a sociedade em geral deveriam encorajar uma forte identidade étnica nas famílias.

A pesquisa é a primeira fase de um estudo conduzido por Andrew J. Fuligni na UCLA.

Imposto para homens sem filhos – Estimulo a natalidade na Ucrânia

September 19, 2010 4 comments

Conselho Municipal de Ternopil (uma cidade da Ucrânia) propõe tomar o dinheiro de homens sem filhos com idade superior a 25 anos.

Uma declaração feita pelos deputados do presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovich, líder parlamentar Volodymyr Lytvyn, o primeiro-ministro Mykola Azarov, aprovada na sessão da Câmara Municipal por iniciativa do Secretário de Taras Bilan.

O documento disse que o Conselho Municipal de Ternopil está profundamente preocupado com a diminuição do número de habitantes da Ucrânia de 52,2 milhões de pessoas no final de 1993 para 45,8 milhões em julho de 2010.

“Hoje, a taxa de diminuição da população na Ucrânia estão entre os maiores da Europa – 0,8-1,1% ao ano. Segundo pesquisa da E.U. (Organização Population Reference Bureau), a população da Ucrânia nos próximos 40 anos vai diminuir em 10 milhões de pessoas. De acordo com especialistas, em 2050, reduziu para 35,3 milhões de pessoas. A razão para este declínio é a baixa fertilidade “, – argumentou os deputados.

Essa atitude serve para chamar os dirigentes do Estado a promulgar a legislação que irá favorecer o aumento da fertilidade. “Em particular, propomos a introdução de contribuições obrigatórias dos homens, que têm 25 anos e que até então não tinha criado pelo menos uma criança, em um taxa não inferior a 6% do salário”, – diz a declaração.

Bilan explicou que iniciou o recurso de conexão com o fato de que a Ucrânia estava ameaçada de degeneração da nação. “Ninguém hoje não diz, mas em breve seremos confrontados com o problema de falta de pagamento das pensões. Porque teremos vários aposentados. E em vez disso, os jovens, que poderiam pagar as contribuições para a reforma – não serão suficiente. Agora temos uma bomba-relógio”, – disse Bilan.

Fonte: http://korrespondent.net/ukraine/events/1111400

Nota do site

Enquanto a maior parte dos países europeus caminha rumo a auto-destruição, desestimulando a natalidade e estimulando a imigração não branca, é uma ótima notícia saber que a Ucrânia não vai por esse caminho e estimula a natalidade (apesar de eu não concordar completamente com o método, já é alguma coisa).

Categories: Noticias Recentes

“A mestiçagem faz bem a saúde”: DERRUBANDO UM MITO!

September 4, 2010 15 comments
Vejo muitas pessoas declararem que o isolamento racial de uma população pode acarretar em problemas de saúde, o que é na verdade um mito.
-
As estatísticas
-
Vamos analisar algumas estatísticas de três países: Islândia, Brasil e Nicarágua.
-
Islândia, nação ariana mais homogênea do mundo, tem a menor mortalidade infantil (2,9/mil nasc.) e a terceira maior expectativa de vida (82 anos).
Brasil (38% da população mestiça), tem a 106° mortalidade infantil (29,1/mil nasc.) e a 92° expectativa de vida (72 anos).
Nicarágua, (70% da população mestiça) tem a 124° expectativa de vida (69 anos) e a 98° mortalidade infantil (25,7/mil nasc.).
-
Cientistas alertam sobre o mal da mestiçagem
-
Os conceituados cientistas James Watson (nobel de 1962), Richard Lynn e Charles Murray afirmam que existem diferenças de inteligência entre as raças e que a miscigenação diminui o QI. Richard Lynn afirma ainda que pessoas com QI mais baixo possuem maior índice de mortalidade e mais doenças genéticas, além de maior risco de sofrer de depressão, estresse pós-traumático e esquizofrenia.
…………………–……………………………………………………………….
Mestiçagem “democratiza” doenças genéticas
-……………–……………….
Doenças genéticas que antes existiam apenas entre negros, aparecem com cada vez mais freqüência em indivíduos de aparência branca e vice-versa, devido a miscigenação.
-…………………………………………………………………………..
A Anemia Falciforme, que antes atingia a população negra, hoje está em alto índice também nos “brancos” e pardos.

Na Bahia, de janeiro de 2001 a abril de 2008, só entre as crianças de 0 a 7 anos, foram registrados mais de 1,7 mil casos de Anemia Falciforme. 40% dos registros são em Salvador. Municípios da Região Metropolitana e do Recôncavo também têm altos índices da doença.

A Bahia é o estado brasileiro que mais registra casos de Anemia Falciforme, seguido de Minas Gerais. No nosso estado, a incidência é maior porque a Anemia Falciforme é mais comum entre a população negra. É uma doença genética que veio para o Brasil com os escravos africanos.
-………..———–

RABINO PREGA EXTERMÍNIO DE PALESTINOS

August 29, 2010 1 comment

Rabino israelense (Ovadia Yosef) diz que Abbas e os palestinos deveriam ser exterminados

Um influente rabino israelense disse que Deus deveria enviar uma praga contra os palestinos e seu líder, pedindo sua morte num violento sermão antes do início das negociações de paz no Oriente Médio na próxima semana.

“Abu Mazen e todas essas pessoas malignas deveriam desaparecer da terra”, disse o rabino Ovadia Yosef, líder espiritual do partido religioso Shas – que faz parte do governo -, num sermão na noite de sábado, chamando o presidente palestino pelo seu nome popular.

“Deus deveria atacá-los e a esses palestinos – malvados que odeiam Israel – com a praga”, declarou o rabino de 89 anos em seu sermão semanal frente a fiéis, que teve partes transmitidas pelo rádio israelense no domingo.

O clérigo israelense fez comentários semelhantes antes. O mais conhecido foi em 2001, quando pediu a aniquilação dos árabes e disse que era proibido ter piedade deles. Depois ele afirmou que estava se referindo apenas a “terroristas” que atacam os israelenses.

Seus comentários mais recentes não tiveram respostas imediatas de líderes palestinos nem israelenses.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e Abbas devem retomar negociações diretas de paz na quinta-feira em Washington, na primeira reunião do tipo em 20 meses, num processo de paz que inclui compromissos de ambas as partes para evitar provocações.

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/08/rabino-israelense-diz-que-abbas-e-palestinos-deveriam-morrer-1.html

FRANCESES NÃO QUEREM CIGANOS EM SEU PAÍS!

August 28, 2010 1 comment

As ações das autoridades francesas contra os ciganos em situação ilegal, que colocaram a França no centro da controvérsia, são maciçamente apoiadas pelos franceses, de acordo com uma sondagem publicada hoje.

As deportações de ciganos sem documentos para a Roménia são aprovadas por 65 por cento dos franceses, concluiu o inquérito realizado pelo instituto Opinionway e publicado no site do jornal Le Fígaro.

A sondagem revela ainda que 69 por cento das pessoas inquiridas se afirmam favoráveis ao desmantelamento de certos campos de ciganos.

O reforço da política de segurança conduzida este verão pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, particularmente a intensificação do envio de ciganos em situação ilegal para a Roménia, suscitou uma onda de críticas da oposição de esquerda mas também de alguns setores de direita, e até mesmo do estrangeiro.

Apesar da polémica, a França prossegue com as deportações. Depois de duas séries de voos na semana passada, dois aviões especialmente fretados para o efeito transportaram hoje 284 ciganos da Roménia e da Bulgária para o aeroporto de Bucareste.

A sondagem do Opinionway foi feita junto de uma amostra de 1034 pessoas representativas da população francesa, com 18 anos ou mais (foram estabelecidas quotas etárias), interrogadas online entre 24 e 26 de agosto. A margem de erro é de dois a três pontos.

FONTE: http://www.ionline.pt/conteudo/75614-sondagem-revela-que-maioria-dos-franceses-aprova-deportacoes

Categories: Noticias Recentes

ECONOMISTA ALEMÃO VOLTA A CRITICAR A INVASÃO MUÇULMANA

August 26, 2010 Leave a comment
Um dos principais economistas alemães, Dr. Thilo Sarrazin, executivo do Banco Federal Alemão e Ministro das Finanças de Berlim, tem redigido vários artigos na revista alemã «Bild» a explicar os detalhes das consequências da islamização da Alemanha e do resto da Europa, como resultado da invasão em curso.
Diz Sarrazin que «em todos os países envolvidos – seja Inglaterra, França, Alemanha, Holanda, Bélgica, Dinamarca ou Noruega – podem fazer-se observações comparáveis sobre os imigrantes muçulmanos.»
Em seguida, apresenta a lista das características e consequências da presença muçulmana nos países europeus:
- integração no mercado de trabalho abaixo da média;
- dependência da assistência social acima da média;
- participação na educação abaixo da média;
- fertilidade acima da média;
- segregação espacial com tendência para a formação de uma sociedade paralela;
- religiosidade acima da média com crescente tendência para o fundamentalismo;
- tendência acima da média para o crime, desde o «simples» crime violento até ao terrorismo…
Diz ainda que «apenas 33.9% dos imigrantes de origem muçulmana tiram o seu sustento de um emprego capaz e o desemprego entre eles é quatro vezes mais elevado do que entre os Alemães.»
Segundo Sarrazin, os imigrantes oriundos de países não muçulmanos não apresentam estas tendências de desemprego e dependência da assistência social. E escreve: «gostaria que os meus bisnetos daqui a cem anos pudessem ainda viver na Alemanha. Não quero que o país dos meus netos e bisnetos se torne, em grande parte, muçulmano, que em vastas áreas tenha como línguas o Árabe e o Turco, em que as mulheres usem véus e os ritmos diários do quotidiano sejam ditados pelo chamamento do muezzin. Demograficamente, a enorme fertilidade dos migrantes muçulmanos coloca uma ameaça para o equilíbrio cultural e civilizacional numa Europa a envelhecer. Não quero que nos tornemos estrangeiros na nossa própria terra.»
O mais recente artigo de Sarrazin pode ser encontrado aqui (em Alemão).
Este economista já há uns meses se notabilizava pela coragem que teve em falar publicamente contra a imigração em massa vinda do mundo islâmico. Nessa altura, a natureza dos seus argumentos situava-se sobretudo ao nível do prático e do económico; desta vez, porém, além de se notabilizar, nobiliza-se, ao ter a coragem de passar dos argumentos economicistas para os que realmente interessam, e que mais condenações atraem – os argumentos propriamente identitários.
Categories: Noticias Recentes

Islâmicos se consideram futuros donos da Europa!

August 26, 2010 4 comments

Deixo claro que, minha intenção não é defender ou fazer apologia a anormalidades como o homossexualismo, mas sim alertar sobre a tenebrosa ameaça islâmica, que vem ameaçando cada vez mais a nossa raça e o continente europeu.

UM HOMOSSEXUAL NÃO PODE TORNAR-SE LÍDER DE UMA NAÇÃO QUE SERÁ EM BREVE MUÇULMANA


Na Bélgica, o político socialista Elio Di Rupo, que dirige as negociações para a formação de um novo governo, foi ameaçado de morte devido à sua homossexualidade: uma carta intitulada «Em Nome de Alá» enviada à estação televisiva privada flamenga VTM declara que «um homossexual não pode tornar-se primeiro-ministro de uma futura nação muçulmana como a Bélgica. O pecador e homossexual Di Rupo morrerá pela espada branca.»
A emissora VTM enviou a missiva à polícia federal de Bruxelas, que abriu investigação e tomará medidas para proteger o visado político.
Será a carta autêntica, isto é, escrita realmente por um muçulmano, ou não passará de alguma provocação engendrada por algum islamófobo com vontade de caluniar o Islão?
Na dúvida, nunca fiando – o que está em causa é demasiado precioso para que se possa correr riscos. E a ser autêntica a missiva, constitui, não apenas uma ameaça de morte, mas também um indicador do à vontade com que certa hoste islamista já tem a Bélgica como favas contadas.
FONTE: http://gladio.blogspot.com/

Categories: Noticias Recentes
Follow

Get every new post delivered to your Inbox.